Charles Spurgeon – O Pregador do Povo – Biografia HD

Charles Spurgeon

Charles Haddon Spurgeon, referido como C. H. Spurgeon (Kelvedon, Essex,19 de junho de 1834 — Menton, 31 de janeiro de 1892), foi um pregador batista reformado britânico.

Converteu-se ao cristianismo em 6 de janeiro de 1850, aos quinze anos de idade. Aos dezesseis, pregou seu primeiro sermão; no ano seguinte tornou-se pastor de uma igreja batista em Waterbeach, Condado de Cambridgeshire (Inglaterra). Em 1854, Spurgeon, então com vinte anos, foi chamado para ser pastor da capela batista de New Park Street, Londres, que mais tarde viria a chamar-se Tabernáculo Metropolitano, transferindo-se para novo prédio.

Desde o início do ministério, seu talento para a exposição dos textos bíblicos foi considerado extraordinário. Sua excelência na pregação das Escrituras Bíblicas lhe renderam o título de O Príncipe dos Pregadores e O Último dos Puritanos.

Fonte: Wikipédia.

About the Author

Pr Altemar Oliveira Bacharel em Teologia e Mestre em Ciências da Religião.
Diretor Geral e professor na Faculdade de Teologia Solascriptura e Faculdade Teológica Batista Plena Comunhão.

Livros de sua autoria:
Manual de Defesa da Fé
Missão Integral, a Igreja como agente do Reino de Deus
Compêndio de Teologia e Religião;

É Pastor na Igreja Batista Plena Comunhão em São Paulo

4 comments

  1. Adriano - Responder

    Minha vida parece como um conto de fadas, fico confundido e maravilhado com suas misericórdias e seu amor, Deus tem sido tão bom para min! Eu sempre pensava que deveria cantar entre os santos lá em cima mais alto do que todos, pois eu devo tanto a graça de Deus.

    Charles Spurgeon.

  2. Carla Borges - Responder

    Que história mais linda deste pregador, gente! Fico maravilhada que em uma época em que não se tinha condições nenhuma tecnológicas para se fazerem grandes cultos. Um homem simples que se entregou totalmente a fazer a vontade do Pai, conduziu multidões para Cristo, com a pregação simples más poderosa do Evangelho de Cristo. Infelizmente a apostasia que estava começando e entristeceu C. Spurgeon em sua época, hoje é comum em nossa era. E já está empregnada! Evangelho do entretenimento, da prosperidade blá blá blá. Onde está o Evangelho genuíno de Cristo? Oque vemos? Shows Gospel e por aí vai. Oremos para que Deus nos desperte e levante em nossos dias uma geração de Spurgeons, que não têm medo da Verdade e não nega a sua fé. Amém

  3. Pingback: Historia da Igreja – Os Valdenses – Pregar.Top

  4. Pingback: João Wycliffe – Estrela da Manhã (herói da fé) – Pregar.Top

Leave Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *