O Cristão deve guardar o Sábado?

O Cristão deve guardar o Sábado?

“Guardarão, pois, o sábado os filhos de Israel, celebrando-o nas suas gerações como pacto perpétuo. , Entre mim e os filhos de Israel será ele um sinal para sempre; porque em seis dias fez o Senhor o céu e a terra, e ao sétimo dia descansou, e achou refrigério. ” (Ex.31:16,17).

Uma grande dúvida do cristão hodierno é a guarda do Sábado. Afinal, a guarda do sábado é um mandamento que o cristão obedecer?

Os Sabatistas (adventistas) declaram que o próprio Jesus guardou o sábado enquanto viveu Terra; uma parte deles afirmam que a instituição sabática aconteceu antes da criação de Israel, mais especificamente no livro de Gênesis, no capítulo 2 e, por isso, segundo eles, é um mandamento para todos os povos.

Analisaremos aqui alguns textos a fim de elucidar este ponto:

Segundo o texto Sagrado, existem somente três povos na Terra: os judeus, os gregos (gentios) e a Igreja de Deus (1 Coríntios 10:32). O que todo estudante dedicado da Bíblia precisa entender é que Deus fala a estes três grupos de pessoas e nem todas as ordens de Deus para Israel pode ser aplicado à Igreja, e vice-versa.

Alguns mandamentos foram designados somente para Israel, e esse é o caso específico da guarda do sábado, que está registrada em Êxodo 20:8. Deus queria que o seu povo (Israel) descansasse de seus trabalhos e utilizassem os sábados para adorá-Lo.

O dia também foi separado para que todo aquele povo se lembrasse que foram tirados do Egito com a mão forte do Senhor.

“Lembra-te de que foste servo na terra do Egito, e que o Senhor teu Deus te tirou dali com mão forte e braço estendido; pelo que o Senhor teu Deus te ordenou que guardasses o dia do sábado”. (Deuteronômio 5:15).

O grande problema é que algumas pessoas (não judeus) guardam o sábado até o dia de hoje, como se fossem parte integrante do povo de Israel, e tem esse mandamento como maior em relação aos outros deixados por Deus. Estas pessoas acreditam que a guarda do sábado se aplica a todas as pessoas, em todos os lugares e tempos, com a falsa alegação, ordem já era observada antes mesmo de sua confirmação, no monte Sinai.

Um outro problema que os sabatistas enfrentam é a forma de culto e o Tabernáculo que também foram dados a Moisés por Deus no monte Sinai no livro de Êxodo 21:31.

E o Senhor Deus ainda alertou: “Atenta, pois, que os faças conforme o seu modelo, que te foi mostrado no monte. “ (Êxodo 25:40).

Com isso, podemos entender que esse grupo que defende ferrenhamente a guarda do sábado deveria também respeitar tudo o que foi dito lá no Sinai, do modelo de templo às vestes sacerdotais, das festas aos sacrifícios, etc…

O Sábado no AT

O Sábado no Antigo Testamento

“Assim foram acabados os céus e a terra, com todo o seu exército. Ora, havendo Deus completado no dia sétimo a obra que tinha feito, descansou nesse dia de toda a obra que fizera. Abençoou Deus o sétimo dia, e o santificou; porque nele descansou de toda a sua obra que criara e fizera.” (Gn 2:1-3).

Diferente do que os Adventistas defendem, esta passagem não fala nada sobre guardar o sábado. Neste texto, Deus apenas santifica o sétimo dia, após ter finalizado toda a Criação.

A guarda do sábado como mandamento só aconteceu, de fato, após a saída do povo de Israel do Egito (Êxodo 16).

O fato que devemos salientar é que não havia a guarda do sábado por parte de nenhum dos patriarcas de Israel. Não há nenhuma evidencia e nenhum texto afirmando, ou mesmo insinuando que Abraão, Isaque, Jacó e José faziam a guarda.

“Falarás também aos filhos de Israel, dizendo: Certamente guardareis os meus sábados; porquanto isso é um sinal entre mim e vós pelas vossas gerações; para que saibais que eu sou o Senhor, que vos santifica. Portanto guardareis o sábado, porque santo é para vós; aquele que o profanar certamente será morto; porque qualquer que nele fizer algum trabalho, aquela alma será exterminada do meio do seu povo.” (Êxodo 31:13-14).

O mandamento de guardar o dia de sábado é exclusivo para o povo de Israel:

É preciso entender o contexto, vejamos com atenção: “E Deus falou todas estas palavras: ‘Eu sou o Senhor, o teu Deus, que te tirou do Egito, da terra da escravidão” (Êxodo 20:1-2). Aqui cabe a pergunta: Quem foi o povo liberto da escravidão do Egito: o povo de Israel ou a Igreja?

Você pode agora se perguntar: E os estrangeiros: Em relação aos estrangeiros mencionados no capítulo 20 do livro de Êxodo e Isaías 56 , seria forçar demais o texto para ajustar o mandamento para nós nos dias de hoje, porque é mais do que claro que estes estrangeiros teriam que guardar o sábado, porque eles como estrangeiros teriam que cumprir a lei vigente no país em que estavam vivendo.

Se você morasse na França ou na China, por exemplo, viveria lá como se estivesse no Brasil? Certamente que não. Seria obrigado a respeitar a lei do lugar onde você reside.

O Sábado no NT

O sábado no NT

Jesus guardou o sábado? Afirmo categoricamente que sim. Sabemos que Jesus era um judeu nascido sob a lei conforme o livro de Gálatas 4:4 e portanto como um bom judeu, obedeceu a todas as leis do Antigo Testamento, como a Circuncisão, ordenou a entrega de oferendas ao sacerdote, purificação, guardou a Páscoa, etc. Veja Lucas 2:21; 5:12-14; Mateus 26:18-19.

Mas quando Jesus morre na Cruz do Calvario, ele inaugura a nova aliança no seu Sangue. Se o fato que Jesus guardou a Páscoa não prova que nós também deveríamos guardá-la, então o fato que Jesus guardou o sábado não prova que nós deveríamos guardá-lo também.

Em Mateus 24:20 Jesus diz: “Orai para que a vossa fuga não suceda no inverno nem no sábado”.

Nesse trecho, o que Jesus estava dizendo era que caso a iminente destruição de Jerusalém chegasse naquele tempo, que se acontecesse no sábado ou no inverno, seria um tempo muito difícil.

Haviam ali diversas razões porque seria mais difícil a fuga no sábado. Geralmente, as portas da cidade eram trancadas no sábado, e por isso poderiam ser impedidos por judeus fanáticos caso a sua fuga acontecessem no sábado ou no inverno.

Quando Jesus os avisou para que orassem para que a fuga não fosse num dia de sábado ou no inverno, ele não estava afirmando que os cristãos deveriam guardar o sábado, mais do que deveriam guardar o inverno.

Jesus Curou no Sábado

Em João 5:16,17 temos o seguinte texto: “Por isso os judeus perseguiram a Jesus, porque fazia estas coisas no sábado. Mas Jesus lhes respondeu: Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também.”
Quero me ater aqui a sete curas operadas por Jesus no Sábado – Como o próprio Jesus disse em Mateus 12:12 “Ora, quanto mais vale um homem do que uma ovelha! Portanto, é lícito fazer bem nos sábados”.

1-Homem Endemoninhado de Cafarnaun – (Lc 4:33)
2- A sogra de Pedro – (Lc 4:38)
3- O Homem com a Mão Atrofiada – (Lc 6:6)
4- A Mulher Encurvada – (Lc 13:14)
5- Um Hidrópico – (Lc 14:2)
6- Cura do Paralítico – (Jo 5)
7- Cura do Cego de Nascença -(Jo 9)



Jesus e o Domingo – 1° dia da Semana

Vejamos o que diz os evangelhos acerca aparição de Jesus a Maria Madalena no Domingo: “Ora, passado o sábado, Maria Madalena, Maria, mãe de Tiago, e Salomé, compraram aromas para irem ungi-lo. E, no primeiro dia da semana, foram ao sepulcro muito cedo, ao levantar do sol”. [Ora, havendo Jesus ressurgido cedo no primeiro dia da semana, apareceu primeiramente a Maria Madalena, da qual tinha expulsado sete demônios.(Mc 16:1,2;9), (veja tambem Mt 28:1; Lc 24:1 e Jo 20)

O Concilio de Jerusalém e a Lei Judaica

“Mas alguns da seita dos fariseus, que tinham crido, levantaram-se dizendo que era necessário circuncidá-los e mandar-lhes observar a lei de Moisés”.(At 15:5).

No livro de Atos, principalmente nos primeiros capítulos, os primeiros Cristãos eram predominante judeus.

À medida que a igreja ia crescendo, os gentios começaram a receber a mensagem do Evangelho e consequentemente a salvação através de Jesus Cristo, os Cristãos judeus tinham um problema a ser resolvido: quais eram os aspectos da Lei Mosaica e da tradição judaica aqueles gentios recém convertidos deveriam ser ensinados a obedecer?

É justamente para resolver esta questão acerca da Lei Mosaica que os apóstolos se reuniram e discutiram no 1° concílio de Jerusalém no capítulo 15 do livro de Atos dos Apóstolos.

A decisão foi: “Por isso, julgo que não se deve perturbar aqueles, dentre os gentios, que se convertem a Deus, mas escrever-lhes que se abstenham das contaminações dos ídolos, da prostituição, do que é sufocado e do sangue. Porque Moisés, desde tempos antigos, tem em cada cidade homens que o preguem, e cada sábado é lido nas sinagogas. ” (Atos 15:19-21).

O Texto é claro e nos mostra que guardar o Sábado não era um mandamento que os apóstolos julgaram ser necessário impor aos crentes gentios. Não podemos conceber que os apóstolos iriam deixar de incluir a guarda do Sábado se esse ainda fosse um mandamento de Deus para os Cristãos.

Qual era o dia da Reunião dos primeiros Cristãos?

“E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam com alegria e singeleza de coração, louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo. E cada dia acrescentava-lhes o Senhor os que iam sendo salvos. ”.Atos 2:46-47.

Se havia um dia que os Cristãos se reuniam regularmente na igreja primitiva era o primeiro dia da semana (domingo), não no dia de sábado, como podemos verificar em Atos 20:7; 1 Coríntios 16:2. Por causa da ressurreição de Cristo no primeiro dia da semana, os primeiros Cristãos observaram o domingo, não como um “sábado Cristão”, mas como um dia separado para louvar e glorificar a Jesus Cristo que é o Senhor da Igreja.

O que o Apóstolo Paulo fala sobre o assunto,  O Cristão deve guardar o Sábado?

Quero me ater aqui somente em colocar os textos, sem tecer nenhum comentário por hora, segue abaixo:

Colosenses 2:15-17...”e, despojando as autoridades e poderes malignos, fez deles um espetáculo público, triunfando sobre todos eles na cruz. Portanto, ninguém tem o direito de vos julgar pelo que comeis, ou pelo que bebeis, ou ainda com relação a alguma festa religiosa, celebração das luas novas ou dos dias de sábado. Esses rituais são apenas sombra do que haveria de vir; a realidade, todavia, encontra-se em Cristo” (KJA);

Gálatas 2:12,13 …”Porque antes de chegarem alguns da parte de Tiago, ele fazia suas refeições na companhia dos gentios; todavia, quando eles chegaram, Pedro foi se afastando até se apartar dos incircuncisos, apenas por temor aos que defendiam a circuncisão.(e provavelmente o Sábado)” (Grifo meu);

Hebreus 9:10 …”Eram (lei) tão-somente ordenanças que tratavam de comida e bebida e de várias cerimônias de purificação com água; esses mandamentos exteriores foram impostos até a chegada do tempo da nova ordem. O perfeito sacrifício de Cristo” (KJA);

Romanos 14: 5-9 …”Há quem considere um dia mais sagrado do que outro; outra pessoa pode entender que todos os dias são iguais. Cada um deve estar absolutamente convicto em sua própria mente.

Aquele que guarda um dia especial, para o Senhor assim o considera. Aquele que se alimenta de carne, o faz para o Senhor, pois dá graças a Deus; e aquele que se abstém, para o Senhor se priva, e também dá graças a Deus. Porque nenhum de nós vive exclusivamente para si, e nenhum de nós morre apenas para si mesmo.

Se vivemos, para o Senhor vivemos; e, se morremos, é para o Senhor que morremos. Sendo assim, quer vivamos ou morramos, pertencemos ao Senhor. Porquanto foi por este motivo que Cristo morreu e voltou a viver, para ser Senhor tanto de vivos quanto de mortos.”

Soli Deo Gloria.



Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*