fbpx

O Cristão Pode Comer Carne de Porco?

Manual GRATUITO Ensina Como de Forma Simples, Rápida e com Autoridade

Pr. Altemar Oliveira

Pr. Altemar Oliveira

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

Baixe o Manual de Defesa da Fé

Neste Manual, o Pr. Altemar Oliveira mostra quatro maneiras de Identificar uma Seita e como Combatê-las de maneira Eficaz
Limitado
Share on print
Imprimir Estudo

O Cristão Pode Comer Carne de Porco?

Esta pergunta caiu no nosso grupo de estudos do whatsapp e deu um certo burburinho….rsrs.

A resposta é simples, mas antes de tecer a resposta, precisamos nos familiarizar com oque aconteceu no Antigo Testamento, vejamos:

Bom, comer carne de porco não é pecado para um cristão. Entretanto, vemos no Antigo Testamento o mandamento de que o povo judeu não deveria comer carne de porco, pois, ele era considerado um animal impuro, ao passo que no Novo Testamento vemos uma interpretação diferente a respeito dessa lei.

Mais do que responder se O Cristão Pode Comer Carne de Porco ou não, examinaremos um pouco mais acerca destas leis bíblicas.

Animais impuros no Antigo Testamento

O AT nos traz uma lista de animais puros e impuros para o povo de Israel. Esses animais não deveriam servir de alimento e o judeu não deveria nem mesmo tocar em seus cadáveres.

  • Os animais da terra que eram impuros: Camelo, coelho, lebre e porco. (Lv 11.2-8)
  • Os animais aquáticos impuros: aqueles que não possuem barbatanas e escamas. (Lv 11.9-12)
  • As aves impuras: águia, urubu, falcão, corvos, corujas, cegonha, entre outras. (Lv 11.13-19)
  • Outros tipos animais também são listados: insetos (Lv 11.20-23); animais que rastejam (Lv 11.29-31).

Nesse capítulo, Moisés explica a diferença entre coisas puras e impuras, ou seja, limpas e imundas. Esse conceito era de suma importância para a vida de Israel com o Deus Santo. “Limpas” eram as coisas “apropriadas à presença de Deus”, enquanto, “imundas” eram as inapropriadas.

O propósito central dessas orientações era tornar Israel santo “separado”(Lv 11.44 das práticas contaminadoras praticadas pelos povos vizinhos. (Lv 11.44)

A instrução a respeito destes animais pode ter diversos motivos. Por exemplo, os porcos são animais que transmitem doenças, assim como os ratos. Contudo, além desses motivos, o principal motivo não é a saúde do povo, mas princípios morais e teológicos.

Veja, os animais carnívoros e aves de rapina comem carne com sangue, algo proibido ao povo (Lv 7.26), e se aproximavam de cadáveres. Logo, por causa dessas práticas deveriam ser considerados imundos.

Teoligicamente falando, as criaturas puras simbolizam Israel e as impuras os gentios. Somente animais puros poderiam ser oferecidos como sacrifício, pois o animal sacrificial representa o adorador.

Ao restringir sua dieta aos animais puros, os israelitas eram lembrados que Deus havia escolhido apenas Israel entre as nações.

Comer carne de porco é pecado? O Cristão pode comer Carne de porco?

O primeiro concílio da Igreja registrado no livro de Atos dos apóstolos deixa bem claro o que deveria se aproveitar da religião judaica, senão  vejamos:

“Entre alguns da Judeia estabeleceu-se uma dúvida e uma polêmica: saber se os gentios, ao se converterem ao cristianismo, teriam que adotar algumas das práticas antigas da Lei Mosaica para poderem ser salvos, inclusive o fazer-se circuncidar.
Portanto, julgo que não se deve constranger aqueles que dentre os gentios se convertem a Deus, todavia, escrever-lhes que se abstenham das contaminações dos ídolos, da imoralidade, da carne de animais sufocados e do sangue.”Atos 15:19

E mais👇
“Porque pareceu bem ao Espírito Santo e a nós não vos impor maior encargo além destes preceitos necessários:
Que vos abstenhais de alimentos sacrificados aos ídolos, do sangue, da carne de animais estrangulados e da imoralidade sexual. Fareis muito bem se vos guardardes desses procedimentos, pois desejamos que tudo de bom vos aconteça”. A decisão é recebida com alegria
E, tendo-se despedido, desceram à Antioquia, onde reuniram a Igreja e entregaram a carta.”
Atos 15:29,30

O Apóstolo Paulo reforça ainda o tema em sua carta aos colossenses,👇
“Portanto, ninguém tem o direito de vos julgar pelo que comeis, ou pelo que bebeis, ou ainda com relação a alguma festa religiosa, celebração das luas novas ou dos dias de sábado.
Esses rituais são apenas sombra do que haveria de vir; a realidade, todavia, encontra-se em Cristo.” Colossenses 2:16,17 e também escrevendo aos Romanos:

Rm 14:12-23: “Deste modo, cada um de nós prestará contas de si mesmo a Deus. Motivo de louvor, não de tropeço Portanto, abandonemos o costume de julgar uns aos outros. Em vez disso, apliquemos nosso coração em não colocarmos qualquer pedra de tropeço ou obstáculo no caminho do irmão.

Como uma pessoa que está no Senhor Jesus, tenho plena convicção de que nenhum alimento é por si mesmo ritualmente impuro, a não ser para aquele que assim o considera; para esse é impuro.

Se o teu irmão se entristece por causa do que tu comes, já não estás agindo por amor fraterno.
Não destruas teu irmão por conta da tua comida, pois Cristo morreu também por ele.
Aquilo que é bom para vós não se torne motivo de maledicência.

Porquanto o Reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, paz e alegria no Espírito Santo; Pois quem serve a Cristo desta forma é agradável a Deus e estimado por todas as pessoas.

Por isso, esforcemo-nos em promover tudo quanto conduz à paz e ao aperfeiçoamento mútuo.

Não destruas a obra de Deus por causa de comida. Na verdade, todo alimento é puro, mas se torna um mal se alguém vir nisso um motivo de escândalo.

É melhor não comer carne, nem beber vinho, nem fazer qualquer outra coisa que leve teu irmão a tropeçar. Assim, seja qual for tua doutrina a respeito destes assuntos, guarda-a com convicção entre ti mesmo e Deus. Bem-aventurado aquele que não se condena naquilo que aprova.

Todavia, aquele que tem dúvida é condenado se comer, pois não come com fé; e tudo o que não provém da fé é pecado!”

A Visão da Toalha com Animal impuros

A Visão de Pedro de uma toalha com animais é um episódio do Novo Testamento relatado em Atos 10:9-16 no qual Simão Pedro, com fome depois de orar, tem uma visão de uma toalha repleta de diferentes animais sendo baixada do céu.

Uma voz divina comanda que ele os mate e coma, mas como havia entre eles animais impuros, ele se recusa.

O comando foi repetido mais duas vezes e a voz lhe disse: “Ao que Deus purificou, não faças tu impuro.” (Atos 10:15).

Depois disso, a toalha foi levada de volta para o céu.

A tripla recusa ecoa o episódio da “Negação de Pedro” descrito nos evangelhos sinóticos.

Segundo Simon J. Kistemaker, a lição que Deus ensinou a Pedro nesta visão é que “Deus removeu as barreiras que ele próprio erigira para separar seu povo das outras nações”.

Ele argumenta ainda que Pedro tinha que aceitar os crentes gentios como membros plenos da Igreja antiga, mas também que Deus havia tornado todos os animais puros para que “Pedro e seus companheiros judeo-cristãos pudessem descartar as leis dietárias que eram observadas desde os tempos de Moisés”.

Segundo Albert Mohler, presidente do “Southern Seminary”:, “Como os Atos dos Apóstolos” deixam claro, os cristãos não estão obrigados a seguir este código sagrado.

Este ponto é claro na visão de Pedro em Atos 10:15. Pedro é alertado de que ‘O que Deus purificou, não chame de impuro’.
Em outras palavras, não existe um código kosher para os cristãos.

Cristãos não estão preocupados em comer comidas kosher evitando todas as demais.
Esta parte da Lei não mais lhes é obrigatória e os cristãos podem comer camarões e carne de porco sem mácula às suas consciências”.

Então diante disso pergunto:

O Cristão Pode Comer Carne de Porco?

A resposta é sim, não somos judeus, o concílio de Jerusalém determinou exatamente o que o movimento Cristão herdaria do judaísmo, e  lá não há restrições a nenhum tipo de alimento a não ser a carne sufocada e alimentos consagrados aos idolos…

Soli Deo Gloria

Estudos Relacionados

Teologia Cristã o que é?

Estamos vivendo tempos de fome espiritual, onde heresias têm procurado se instalar no seio da Igreja; Deus levantou o projeto para um grande avivamento espiritual.

Ver Estudo »

Vídeo Gratuito Ensina a Identificar uma Seita em 4 Passos Rápidos

Neste Vídeo Gratuito, o Pr. Altemar Oliveira mostra quatro maneiras de Identificar uma Seita e como Combatê-las de maneira Eficaz